terça-feira, 31 de Julho de 2012


Djumbai Cidadania, Cacheu, 27-28 de Julho 2012


Principais conclusões dos Grupos de Trabalho

Participantes: estudantes, professores, jornalistas, associações juvenis e grupo de mandjuandade

O segundo Djumbai da Cidadania juntou nos dias 27 e 28 de Julho em Cacheu cerca de 70 jovens em debate acerca do golpe de estado de 12 de Abril: como é que este foi vivido em Cacheu e como podem as associações juvenis mobilizar-se para impedir novos golpes de estado e construir a democracia participativa a partir das suas comunidades. Uma das principais ideias do Djumbai foi a criação de um “Movimento pró-Cacheu”, que promova desenvolvimento e democracia que não só tenha iniciativas concretas para resolver problemas locais mas exija que os compromissos políticos assumidos com a comunidade e o país, sejam cumpridos. Um espaço de debate de ideias e acções em que se ensaie a democracia participativa.  
Algumas das causas dos golpes de estado apontadas foram o ódio, o egoísmo e egocentrismo dos líderes, a luta pelo poder, a compra de consciências, a inveja, os desentendimentos e a divergência de ideias, a falta de amor e perseverança, a fome e a centralização do poder.
Em Cacheu o golpe de 12 de Abril trouxe medo e insegurança, a interrupção do ano lectivo, o encerramento de instituições do estado ou o seu controlo pelos militares. Houve perseguições políticas e acentuaram-se tensões étnicas. As famílias viram-se sobrecarregadas com refugiados de Bissau o que foi agravado com a subida dos preços dos bens alimentares nos mercados. Além disso, os salários ficaram por pagar agravando as condições de vida da comunidade que acabam por levar a um aumento de assaltos. 


Outro aspecto referido foi a violação da liberdade de imprensa com o encerramento de rádios e a consequente falta de informação sobre a situação do país que apenas chegava por meios de comunicação estrangeiros.
Relativamente ao que podem as e os jovens de Cacheu fazer para se evitarem novos golpes apontaram-se muitos caminhos frisando questões tão importantes como: a reforma da Forças Armadas e da Administração do Estado, acabar com a corrupção, mas também questões de atitude como viver sem distinção étnica, perdoar, partilhar e dialogar, amar a pátria e viver a guinendadi. Acções de sensibilização, palestras e espaços de debate de ideias nos bairros trabalhando os valores referidos com as comunidades foram apenas algumas das acções mencionadas e que podem ser desenvolvidas por um pró desenvolvimento e paz. Conhecer e cumprir a Constituição da República e ter líderes respeitados e que respeitem o povo é também uma condição necessária para evitar futuros golpes.
Debateu-se ainda a questão da participação pública feminina e porque estão as mulheres em menor número nas associações, reuniões ou outras acções políticas. Foram apontadas pelo grupo inúmeras razões desde: as mulheres serem mal vistas quando participam em acções deste género, haver ciúmes do marido, sobrecarga de trabalho em casa que não lhes deixa tempo para enveredarem em dinâmicas associativas. Mas também o medo, a vergonha, o não querer assumir responsabilidades, falta de capacidades devido ao baixo nível de escolaridade e pouca sensibilização das próprias mulheres para assumirem uma participação pública mais visível. Face a todos estes entraves a uma maior participação feminina deixou-se um apelo para que haja mais oportunidades e espaço de participação e protagonismo nas associações e uma maior solidariedade entre os seus membros machos e fêmeas

1 comentário:

  1. MEUS IRMÃOS,PARA ACABAR DEFINITIVAMENTE COM GOLPES DE ESTADO NA GUINÉ-BISSAU,É PRECISO BANIR OS:

    CRIMINOSOS,VIGARISTAS,LADRÕES,MENTIROSOS,40 BOCAS,PEDINTES ,PREGUIÇOSOS,ENGRAXADORES,DIABOS,CÃES RAIVOSOS,LEPROSOS CEREBRAIS,PROSTITUTAS,ESTÚPIDOS ,SELVAGENS,BURROS,GOLPISTAS,APOIANTES DOS GOLPISTAS,CORRUPTOS,PEDÓFILOS,CHULOS,BANDIDOS,TRAFICANTES DE DROGAS E TRAIDORES.

    GOSTEI DO VOSSO TRABALHO.ESTÃO DE PARABÉNS! MEUS IRMÃOS.

    TCHARLES PANAQUE

    PANAQUE-GLOBAL (http://panaque-global.blogspot.com)

    ResponderEliminar